• Telma Miranda

como escolher um terapeuta?



Buscar uma terapia é uma decisão importante. Significa que reconheço que sozinho não consigo dar conta de mim. Ficamos confusos, enredados em pensamentos e parece que não há saída. Algumas pessoas esperam que o sofrimento fique insuportável para procurar ajuda. Outras, entretanto, percebem que deve haver alguma possibilidade de resolver essas questões que embaralham a mente. Mas como achar alguém que vai entender o que estou sentindo e vai me ajudar?


Quando nos sentimos perdidos mentalmente é fundamental buscar um profissional que trabalhe com saúde e bem-estar emocional: um psicólogo/a.


Uma opção é perguntar para alguém que faz ou já fez terapia solicitando uma indicação. Outra opção é procurar nas redes de saúde um profissional que faça esse atendimento.


Atualmente podemos contar, ainda, com a busca na web. Porém, essa deve ser mais cuidadosa. Em primeiro lugar é muito importante que seja um profissional credenciado pelo Conselho Federal de Psicologia. Em segundo lugar, procure conhecer o pensamento desse profissional, pois há várias linhas de procedimento terapêutico dentro da Psicologia. Mas o importante é que você se sinta confortável e siga sua intuição. Se for alguém acolhedor, empático, que diz coisas interessantes e que parece ser, sobretudo, ético e um profissional responsável, agende uma consulta. Este primeiro encontro, presencial ou virtual, é usualmente uma entrevista na qual você pode conhecer melhor o profissional e estabelecer um contrato de trabalho terapêutico. Não há nenhuma obrigação de continuar. A terapia só faz sentido se há liberdade de escolha.


Aqui na Clínica Contemporânea você pode agendar uma consulta presencial, em Icaraí ou na Região Oceânica (Niterói), ou um atendimento virtual com data e horário marcado. Entre em contato e informe-se. Clique aqui!

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo